Carregando Idioma...

Voltaire

Voltaire

Voltaire foi um escritor muito prolífico e polêmico, produzindo obras em quase todas as formas literárias, incluindo peças, poemas, romances, ensaios, histórias e exposições científicas, se tornando uma referência do movimento Iluminista.

Ficou extremamente conhecido (e mal falado) por suas denúncias contra a igreja, que considerava uma "coisa infame". Ele acreditava que a igreja, católica e protestante, eram grandes fraudes. Isso não significava que ele não tinha fé na existência de Deus, mas era contra os dogmas religiosos. Era, como um bom iluminista, um DEÍSTA.

Voltaire acreditava acima de tudo na eficácia da razão. Ele acreditava que o progresso social poderia ser alcançado por meio da razão e que nenhuma autoridade - religiosa, política ou outra - deveria ser imune ao desafio da razão.

Era um grande devoto da liberdade individual e é dele a famosa frase: “embora eu discorde do que você diz, vou defender com paixão até o fim o seu direito de dizê-lo.”

No entanto, ao contrário de outros filósofos iluministas, como Rousseau, por exemplo, Voltaire acreditava que a melhor forma de governo era uma monarquia constitucional governada por um "déspota esclarecido". Era uma clara influência do funcionamento político da Inglaterra pós Revolução Gloriosa.

Assim, o rei deveria ter poderes limitados e deveria ser aconselhado por uma oligarquia de filósofos, uma aristocracia intelectual que substituiria a rígida aristocracia francesa baseada apenas na linhagem.

Hoje, quando falamos em "liberdade de expressão", devemos em grande parte às ideias e à coragem de Voltaire ao enfrentar a poderosa estrutura do Antigo Regime na França.

Publicações Relacionadas

Reforma religiosa

Independência dos EUA: REVOLUÇÃO NA AMÉRICA DO NORTE

Antigo Regime

Revoluções Inglesas e Guerra dos 30 anos

GRANDES NAVEGAÇÕES: A CONQUISTA DA AMÉRICA

O Iluminismo